Penha contabiliza 30 movimentações de terra nos morros da Praia de São Miguel e da Praia Vermelha após enxurrada da semana passada

21.01 – Atingida por uma forte enxurrada há quatro dias, Penha ainda causa preocupação devido aos deslizamentos de terra. Ontem (20), o prefeito Aquiles da Costa (MDB), acompanhado dos Bombeiros, sobrevoou as áreas críticas a bordo do helicóptero Arcanjo.

Foram identificadas mais de 30 movimentações de terra nos morros da Praia de São Miguel e da Praia Vermelha. A área da Praia Vermelha é considerada a mais sensível, devido à grande quantidade de moradores. A comunidade chegou a ficar isolada durante 12 horas após as chuvas.

Neste domingo, 300 pessoas atuam em frentes de trabalho coordenadas pela prefeitura, em todos os bairros da cidade. Foram contratados emergencialmente serviços de limpeza, manutenção de ruas, desobstrução de bocas de lobo e caixas de ligação, manutenção do sistema de drenagem pluvial e de esgoto, e reabertura de ruas bloqueadas pela queda de árvores e barro.

A prefeitura ainda aguarda reconhecimento do decreto de situação de emergência pelo governo do Estado e o governo federal. O documento dispensa licitação em contratações relacionadas à recuperação da cidade, por até seis meses.

Um abrigo foi instalado no Salão Paroquial da Igreja Matriz, no Centro. O local está recebendo doações de alimentos, roupas, materiais de limpeza e de higiene. O telefone de plantão da Defesa Civil é o (47) 3345-3428.

Foram contratados serviços de limpeza, manutenção de ruas, desobstrução de bocas de lobo e caixas de ligação, manutenção do sistema de drenagem pluvial e de esgoto, e reabertura de ruas bloqueadas pela queda de árvores e barro.

Foto e fonte: Assessoria de Imprensa PMP

Compartilhe!

No Comments

Deixe uma resposta