Câmara de Balneário Piçarras aprova reajuste do IPTU local; três vereadores do PP votam contra

Câmara Balneário Piçarras

13.12 – E em Balneário Piçarras a reclamação popular também está apenas começando: a Câmara de Vereadores local aprovou nesta semana o aumento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para o ano de 2014. O projeto foi aprovado por maioria, com seis votos favoráveis e quatro contra.

 

Os quatro parlamentares da bancada do PP foram contra ao aumento – Maurício Koche, Julio Teixeira (o Tampinha), Gercino Medeiros e Francisco Coradini, o Chicão. Segundo os oposicionistas, o projeto chegou à Casa Legislativa apenas no final do ano e não foi possível discuti-lo de forma abrangente.

 

Os vereadores que votaram a favor justificaram seu posicionamento, afirmando que a arrecadação de Balneário Piçarras deve aumentar e a planta imobiliária também já está defasada. O reajuste foi escalonado por região, segundo justificou o prefeito Leonel, em entrevistas anteriores. Apesar de não ser o índice oficial, fala-se em até 300% de aumento na cidade.

 

A Central Aquarela de Jornalismo entrou em contato com o vereador Maurício Koche (PP) para saber se houve entendimento da população sobre o determinado aumento. Segundo ele, não foi apresentado nenhum estudo técnico, e não houve publicidade sobre o projeto de lei. Já Leonel, em entrevistas anteriores ao Jornal do Comércio, por exemplo, frisa que havia estudos técnicos e que a planta imobiliária estava desatualizada.

 

Maurício criticou o projeto, alegando que não houve nenhum entendimento tanto da população quanto de parte dos vereadores. Segundo ele, o projeto chegou ao Poder Legislativo para ser votado apenas agora, no final de ano.

 

A sua próxima votação será na segunda-feira, às 7h da noite, em uma sessão que será realizada extraordinariamente. Nessa ocasião, também haverá a segunda votação do orçamento de Balneário Piçarras, avaliado em R$ 74,6 mihões. Foi pouca a participação da população nessa primeira votação. (Marli Alves)

 

 

9 comentários

  1. é um absurdo,tenho um lote no palmeiras 2, no norte de piçarras area completamente abadonada pela prefeitura, e o iptu aumentou quase 300%. esse vereadores e esse prefeito estão fora da realidade. o lote fica 1400 mts da avenida e praia. eu já sei o que vou fazer não vou pagar,vou esperar entrar gente honesta na prefeitura e negociar um valor correto.

    Responder
    1
  2. Absurdo . Os contribuintes devem se unir e entrar na justiça, tendo como jurisprudência, o que aconteceu em SP ,

    Responder
    2
  3. a populaçao de piçarras sc tem que tirar estes politicos fora do governo , ruas sem asfalto , e pouca area de lazer

    Responder
    3
  4. Vamos entrar na justiça contra este aumento absurdo .
    Temos jurisprudência do que aconteceu com o prefeito Roberto Maldade de São Paulo .

    Responder
    4
  5. Lombadas eles sabem fazer. Aliás, deveriam mudar o nome da cidade para Balneário de Lombadas.

    IPTU totalmente abusivo!!!!

    Responder
    5
    • lombadas são importantes. Veja o exemplo de Matinhos e Pontal do Paraná ,…, mas o IPTU é um absurdo. Já entrei com recursos administrativo. Se não der certo, o negócio é pegar o valor do ano passado com 6 % de correção e depositar em juizo. Pagar este absurdo, não. Espero que todos façam igual. Brasileiro precisa deixar de aceitar tudo pacificamente.

      Responder
      5
  6. marcos qual recurso administrativo você entrou??

    Responder
    6
  7. Isso é um absurdo, aumentaram o imposto do meu imóvel de R$320 para mais de R$1200. Esta mudança de território de Barra Velha – Itajuba para Piçarras – Itacolumi que a prefeitura fez, só está dando dor de cabeça. Temos que entrar com uma ação na justiça para embargar este roubo que a prefeitura esta fazendo com os moradores.

    Responder
    7
  8. Entenda, sou prprietária de um imóvel, o valor venal atribuido pela Prefeitura era R$11.000,00 no ano de 2013, foi para R$100.000,00 em 2014.
    O IPTU ficou inviável , esse aumento é inconstitucional.

    Responder
    8

Comente: