Balsa que faz a travessia do rio Itapocu entre São João do Itaperiú e Araquari é interditada pela Marinha do Brasil

Após o acidente fatal, que resultou na morte de Ivonezio Kreisch, de 33 anos, na última segunda-feira (20), a balsa que faz a travessia do rio Itapocú, no bairro Santa Luzia, entre os municípios de São João do Itaperiú e Araquari, foi interditada e está proibida de operar até as prefeituras das duas cidades cumpram as exigências feitas

Na manhã de ontem, (22), oficiais da Marinha fizeram uma perícia na embarcação e notificaram as duas prefeituras. Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura da São João, a balsa teria sido reformada em 2015 e estaria em perfeitas condições de funcionamento.

Já a Marinha do Brasil exige que a embarcação tenha coletes salva-vidas, que é de uso obrigatório para passageiros e operadores e que os tripulantes passem por treinamentos de segurança. As prefeituras de São João do Itaperiú e Araquari já iniciaram providências para regularizar as documentações exigidas pelo órgão para que a balsa possa volte a operar. Enquanto não forem cumpridas as determinações da Marinha, a balsa ficará impedida de fazer a travessia.

Afogamento

O acidente aconteceu por volta das 14h de segunda-feira, quando um trator foi puxado pelo peso de uma carretinha carregada caiu no rio. Os dois ocupantes do veículo caíram juntos sendo que um deles conseguiu nadar a se salvar, já Ivonezio Kreisch, de 33 anos, morador do bairro Quati, de Guaramirim, que não sabia nadar morreu afogado. Testemunhas afirmaram que uma corrente de segurança se rompeu e o trator caiu no rio.

O corpo de Ivonezio foi encontrado por volta das 16h30 do mesmo dia, cerca de 60 metros do local do acidente.

 

Compartilhe!

No Comments

Deixe uma resposta